Denuncie

Casos documentados

Veja casos encerrados ou em andamento sobre publicidades ilegais de alimentos

Publicidade Enganosa

Linha Nesfit da Nestlé: mel no rótulo, mas não na composição dos produtos

Produtos dão destaque para o mel em seus rótulos, mas nenhum deles contém mel em sua lista de ingredientes

Leia mais
Publicidade Infantil

Bauducco e a campanha “É hora do Shrek”

Campanha era claramente direcionada ao público infantil e se aproveitava da deficiência de julgamento das crianças

Leia mais
Publicidade Infantil

Show do Ronald McDonald e a publicidade abusiva nas escolas

Crianças eram estimuladas a consumir produtos nada saudáveis

Leia mais
Publicidade Enganosa

Iogurte Activia e sua publicidade enganosa no Brasil e no exterior

Publicidade insinuava que o produto era uma forma de tratamento para o funcionamento do intestino

Leia mais
Publicidade Infantil

Sadia: promoção que coleciona abusividades

Campanha direcionada a crianças oferecia bichos de pelúcia como recompensa pelo consumo dos produtos da marca

Leia mais
Publicidade Enganosa

Refresco Tang: multa milionária por dizer ‘meias verdades’

Frase "Sem corantes artificiais" era usada na frente das embalagens do refresco em pó Tang

Leia mais
Publicidade Enganosa

Herbalife e seu blog com publicidade ilegal

Anúncio baseado em informação enganosa induzia os consumidores a comportamentos prejudiciais à saúde

Leia mais
Publicidade Infantil

“Tirolzinho Transforma” e a publicidade abusiva nas escolas

Por meio de um concurso pretensamente educativo, marca direcionava publicidade de seus produtos a crianças

Leia mais
Publicidade Enganosa

Sem glúten, mas com glúten

Rótulo de granola dizia “SEM GLÚTEN, SEM LACTOSE” e em letras pequenas continha a informação “Pode conter traços de glúten”

Leia mais
Publicidade Enganosa

Cerveja sem álcool, mas nem tanto

Produto apresentava a informação “Sem álcool” em destaque, mas tinha teor alcoólico em sua composição

Leia mais
Publicidade Enganosa

O caso da água mineral “naturalmente” diet

Slogan fazia o consumidor acreditar que a água teria seus níveis de sódio diminuídos

Leia mais

A publicidade ilegal pode estar em qualquer lugar

A publicidade de alimentos pode aparecer na televisão, rádio, revistas e jornais. Na internet, elas podem estar em diferentes formatos, como em publicações nas redes sociais e até junto a youtubers e influenciadores (os famosos unboxings e recebidos, por exemplo). Além disso, há lugares que às vezes nem reparamos, mas estão repletos de publicidade, como eventos em escolas, empresas e parques, materiais didáticos, panfletos, folders, banners e promoções. Os próprios rótulos dos produtos também funcionam como meio de publicidade, no qual os elementos para atrair os consumidores ganham mais destaque que as informações realmente importantes. Muitas vezes, é tão difícil identificar, que não notamos que estamos sendo persuadidos a escolher determinado produto. 

Vamos juntos relatar esses abusos. Denuncie qualquer suspeita!

Buscamos seu apoio na luta pela defesa da saúde pública